Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

13
26/05/2005

Outra empresa na área de influência do PTB vai parar nos jornais. A Folha de S.Paulo publica que a Eletronuclear, uma subsidiária da Eletrobrás, recomendou a contratação da corretora Assurê Corretagem de Seguros. É a empresa de Henrique Brandão, o amigo de Roberto Jefferson, escolhida para intermediar um seguro de US$ 3,6 milhões das Usinas de Angra 1 e 2, em 2004. O jornal afirma que o negócio rendeu US$ 360 mil para Brandão.

A recomendação foi feita pela Eletronuclear, por meio de carta à Bradesco Auto-Re, do grupo Bradesco, que havia vencido uma licitação. Quem endereçou a carta recomendando a Assurê foi o diretor de administração e finanças da Eletronuclear, Carlos Padilha. Filiado ao PT, é ex-prefeito de Angra dos Reis (RJ).

Já o diretor de planejamento, gestão e meio ambiente da Eletronuclear, Luiz Rondon Teixeira Magalhães Filho, foi nomeado pelo PTB. O principal assessor dele, Marcos Vinícius Vasconcelos Ferreira, é genro de Jefferson e, fechando o círculo, mantém relações comerciais com Henrique Brandão. A Assurê contribuiu para a campanha da vereadora do Rio, Cristiane Brasil Francisco, filha de Jefferson. Deu R$ 70 mil em dinheiro. O próprio Brandão, em pessoa, aparece na relação de doadores, com R$ 10 mil.

anterior | próxima | início