Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

120
10/09/2005

A revista Isto É denuncia que parte do dinheiro pago pelo PT ao publicitário Duda Mendonça veio de recursos públicos da Prefeitura de Belo Horizonte. Duda trabalhou na campanha de reeleição do prefeito Fernando Pimentel (PT), em 2004. De acordo com o repórter Amaury Ribeiro Jr., convênio no valor de R$ 14 milhões foi assinado entre a administração municipal e o CDL (Clube dos Diretores Lojistas de Belo Horizonte), para comprar e instalar cerca de 300 câmeras de segurança e filmar as ruas centrais da capital mineira.

O convênio recebeu a chancela do prefeito Pimentel e do empresário Glauco Diniz Duarte, diretor do CDL e dono da GD International, empresa que teria transferido o equivalente a R$ 2 milhões do acordo com a Prefeitura para uma conta do banco BAC Flórida. De lá, teria enviado o montante para a conta Dusseldorf de Duda, no BankBoston das Bahamas. O Ministério Público investiga o convênio por suspeita de fraude, contrabando, superfaturamento e participação de empresas fantasmas.

anterior | próxima | início