Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

113
3/09/2005

A Folha de S.Paulo publica detalhes da reunião do Campo Majoritário do PT realizada na véspera, em São Paulo. A repórter Catia Seabra obtém informações dos bastidores do encontro. O destaque foi o discurso do deputado João Paulo Cunha (PT-SP). Ele é um dos acusados de envolvimento no escândalo do mensalão. Fez um desabafo “repleto de ameaças veladas ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, afirma a reportagem. Reclamou de ingratidão e hipocrisia:

– Quem tomou a decisão de fazer alianças? Foi o Zé Dirceu? Quem exigiu o contrato com Duda Mendonça?

Fica implícito que, para Cunha, Lula é o responsável. A aliança PT-PL, aponta o deputado, foi “quase uma exigência do Lula”. O mensaleiro insistiu, sempre se referindo ao presidente:

– Éramos nós que dizíamos ser amigos do Duda Mendonça? Que freqüentávamos a casa de praia do Duda Mendonça?

Cunha também condenou a cassação de mandatos:

– Ninguém agiu por interesse pessoal. Se houve erro, não adianta crucificar o Zé Dirceu.

anterior | próxima | início