Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

140
30/09/2005

A CGU (Controladoria-Geral da União) divulga a conclusão de um levantamento segundo o qual 75% dos municípios brasileiros fiscalizados em 2003 e 2004 apresentaram graves irregularidades administrativas. Os problemas detectados vão de fraudes em licitações até o uso de notas fiscais falsas e desvio de recursos do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental). Os auditores da CGU rastrearam R$ 4,2 bilhões em 660 das 921 cidades analisadas.

A máfia do lixo. O delegado seccional de Ribeirão Preto (SP), Benedito Antonio Valencise, solicita a prisão preventiva do ex-presidente da empreiteira Leão Leão, Luiz Cláudio Ferreira Leão, e de Wilney Barquete, Fernando Fischer e Marcelo Franzine, funcionários da empresa. O advogado Rogério Buratti, que colaborou com as investigações, foi poupado.

De acordo com o delegado Valencise, documentos apreendidos e gravações telefônicas autorizadas pela Justiça comprovam fraudes nas licitações e nos contratos de limpeza urbana em várias cidades de São Paulo. Para o delegado, havia um mapa da propina e dos presentes distribuídos a agentes públicos e políticos. Diz Valencise:

– Temos provas evidentes do crime de formação de quadrilha em diversos municípios. A prisão dessas pessoas garante a ordem pública. Se não houver punição, com bastante rigor, haverá o descrédito das instituições. Descrédito de quem apura, de quem julga e de quem acompanha todo o processo.

Presa Valdirene Dardin Albuquerque, a ex-diretora do Tesouro e ex-secretária de Finanças da Prefeitura de Mauá (SP). Ela trabalhou nas duas gestões do prefeito Oswaldo Dias (PT) e é acusada de desviar R$ 230 mil, entre 2003 e 2004. Antes de ser encaminhada ao presídio feminino de São Bernardo do Campo (SP), presta depoimento acompanhada de seis advogados. Nega o desvio. Oswaldo Dias nega ter conhecimento de saques ilegais. O gerente do Banespa, Silvio Catarino, responsável pelas contas da administração municipal de Mauá, afirmou que o dinheiro era levado para Valdirene em sacos plásticos de supermercado.

anterior | próxima | início