Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

119
9/09/2005

Após a constatação de diversas irregularidades por parte do Ministério Público, o governador do Acre, Jorge Viana (PT), decide suspender contrato de publicidade com a empresa Asa Comunicações, de Belo Horizonte. O contrato foi reajustado desde 2001 por 15 aditivos. O valor inicial, de R$ 4 milhões, chegou aos R$ 29,4 milhões, em 2005. Viana recusou-se a mostrar à Folha de S.Paulo os aditivos dos contratos, publicados no Diário Oficial do Acre com meses de atraso, contrariando os prazos legais.

O juiz Jurandyr Reis Júnior, da 41ª Vara Eleitoral de Londrina (PR), determina, em caráter liminar, a suspensão de repasses do fundo partidário para o PT daquela cidade paranaense. Ele acatou pedido do Ministério Público, que apresentou farta documentação sobre a existência de caixa 2 da campanha de reeleição do prefeito Nedson Micheletti (PT).

anterior | próxima | início