Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

263
31/01/2006

Depoimento à Polícia Federal. José Genoino (SP), ex-presidente nacional do PT, procura se eximir de responsabilidade por ter assinado, como avalista, empréstimos que o partido tomou junto ao Banco Rural e ao BMG. Afirma que seguiu “decisão conjunta do diretório nacional”, e que “os detalhes não foram tratados por mim”. Culpa o tesoureiro do PT:

– A negociação e a escolha das instituições financeiras ficaram a cargo do Delúbio Soares. Eu simplesmente assinei como avalista.

Apesar de ocupar o cargo de presidente do PT na época, Genoino sustenta que deixou os pedidos de empréstimos inteiramente nas mãos de Delúbio, “em confiança”.

– Minhas funções eram eminentemente políticas na presidência do partido. As funções administrativas, gerenciais e financeiras eram de competência do Delúbio.

O corregedor da Câmara, deputado Ciro Nogueira (PP-PI), um aliado do governo federal, pede o arquivamento da denúncia contra o deputado João Herrmann Neto (PDT-SP). Ele confessou ter recebido 25 mensalinhos, num total de R$ 79 mil, da empresa de transporte aéreo Beta, investigada por suspeitas de irregularidades em contrato com os Correios.

anterior | próxima | início