Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

364
12/05/2006

Um ano depois do início da crise política, a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), o estopim do escândalo do mensalão, “comemora” o aniversário com a prorrogação dos contratos das empresas Skymaster Airlines e Beta (Brazilian Express Transportes Aéreos). As duas são acusadas de montar um esquema fraudulento que teria provocado um rombo de R$ 86 milhões. A renovação dos contratos para operar as linhas da chamada rede postal aérea noturna prevê gastos de R$ 90 milhões.

Os Correios prorrogaram os contratos porque não realizaram nova licitação para os serviços. O presidente da estatal, Jânio Cezar Luiz Pohren, emite nota para justificar a renovação. Afirma que os contratos serão mantidos até a conclusão de estudos para uma nova moldagem da rede postal noturna. Não estabelece prazo.

anterior | próxima | início