Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

Junho de 2006

5.06.2006

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) formaliza notícia-crime contra Lula. A denúncia é entregue pelo advogado Roberto Busato ao procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Traz três justificativas para a investigação contra o presidente. A primeira é o aporte de R$ 10 milhões da Telemar à Gamecorp. A empresa pertence a Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha. Da notícia-crime:

continua
6.06.2006

No editorial “Um ano depois”, o jornal Folha de S.Paulo menciona o período transcorrido desde a entrevista em que Roberto Jefferson denunciou o esquema do mensalão. O jornal alerta para a importância de se “impedir que o mensalão se torne apenas um episódio no rol de escândalos esquecidos da política nacional”:

continua
7.06.2006

O banqueiro Daniel Dantas presta depoimento à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça, do Senado). Confirma que o ex-sócio Carlos Rodenburg foi procurado por Delúbio Soares e o petista Ivan Guimarães. Os dois queriam que o Opportunity contribuísse com o PT. Conforme Dantas, integrantes do PT ficaram contrariados por Rodenburg ter negado o pedido.

continua
12.06.2006

A Secretaria de Previdência Complementar, do Ministério da Previdência Social, autua três ex-dirigentes do Nucleos, o fundo de pensão dos funcionários das estatais nucleares. Paulo Figueiredo, Gildásio Amado Filho e Abel de Almeida foram acusados de irregularidades na gestão de recursos do Nucleos. As multas variam de R$ 60 mil a R$ 100 mil. Os dois primeiros tiveram as nomeações ao Nucleos chanceladas por Marcelo Sereno, homem de confiança do ex-ministro José Dirceu (PT-SP).

continua
13.06.2006

O Conselho de Ética da Câmara aprova, por 12 votos a favor e uma abstenção, a cassação do deputado José Janene (PP-PR). Ex-líder do PP, Janene foi apontado como beneficiário de R$ 4,1 milhões do valerioduto. Admitiu ter intermediado o repasse de R$ 700 mil, para pagar honorários do advogado do ex-deputado Ronivon Santiago (PP-AC). Segundo Janene, o dinheiro não foi declarado porque o PT jamais apresentou documentos atestando a origem dos recursos. Do relator do caso, Jairo Carneiro (PFL-BA):

continua
16.06.2006

O STF (Supremo Tribunal Federal) abre inquérito para investigar o deputado José Mentor (PT-SP). Ele é acusado de ter recebido R$ 300 mil para excluir do relatório da CPI do Banestado o nome do doleiro Richard Andrew de Mol Van Otterloo. Os trabalhos da CPI, em 2003 e 2004, tinham o objetivo de investigar um esquema de remessa ilegal de dinheiro para o exterior.

continua
19.06.2006

A equipe técnica que trabalhou na CPI dos Correios descobre indícios de que o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) recebeu outros R$ 30 mil do valerioduto. Ele foi inocentado de pôr a mão em R$ 50 mil. Agora, num cruzamento de dados, apurou-se que Silvana Paz Japiassu, secretária de Cunha, esteve duas vezes no Banco Rural do Brasília Shopping.

continua
20.06.2006

A CPI dos Bingos conclui os trabalhos. O relatório do senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) é aprovado por 12 votos a dois. Os votos contra são dos senadores Tião Viana (PT-AC) e Ana Júlia Carepa (PT-PA). O documento tem 1.400 páginas. Pede o indiciamento de 79 pessoas e quatro empresas. Entre os denunciados, Antonio Palocci, Paulo Okamotto, Jorge Mattoso, Waldomiro Diniz, Sérgio Gomes da Silva, Rogério Buratti, Vladimir Poleto, Ademirson Ariosvaldo da Silva, Donizete Rosa, Carlinhos Cachoeira, Klinger Luiz de Oliveira e Ronan Maria Pinto. O ex-ministro José Dirceu (PT-SP) e Gilberto Carvalho são poupados.

continua