Como ler:

Abertura


Cronologia da Crise:

anterior | próxima

388
5/06/2006

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) formaliza notícia-crime contra Lula. A denúncia é entregue pelo advogado Roberto Busato ao procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza. Traz três justificativas para a investigação contra o presidente. A primeira é o aporte de R$ 10 milhões da Telemar à Gamecorp. A empresa pertence a Fábio Luiz Lula da Silva, o Lulinha. Da notícia-crime:

“A Gamecorp, comandada por Fábio Luiz da Silva, filho do presidente da República, associou-se com a Telemar, em operação milionária, sequer comunicada à Comissão de Valores Mobiliários.”

O segundo ponto citado é um decreto presidencial, de agosto de 2004. Permitiu que o banco BMG entrasse no setor de crédito a aposentados e pensionistas, apesar de não ser instituição autorizada a fazer pagamentos de benefícios da Previdência. Menos de duas semanas depois do decreto, o BMG assinou convênio com o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). Obteve acesso a um mercado milionário, no qual atuou sozinho com a Caixa Econômica Federal, por quase dois meses. Da notícia-crime:

“O decreto presidencial facultou ao banco BMG atuar no crédito a funcionários federais, ressarcido mediante consignação em folhas de pagamento de vencimentos, sem que a referida instituição integre a rede de pagamentos do sistema previdenciário.”

Na terceira investigação sugerida, a OAB propõe apurar as razões do silêncio de Lula em relação ao mensalão. Quer os detalhes da compra de votos, do caixa 2 e de supostos atos de improbidade. A notícia-crime justifica a denúncia contra Lula:

“A indesculpável e inexplicável omissão do presidente, nos episódios do mensalão, na formação de caixa 2 para o financiamento das campanhas do PT e na prevenção/repressão a atos de improbidade cometidos pelos mais chegados auxiliares do chefe do executivo.”

A Gamecorp inaugura nova grade de programação em horário nobre de televisão. A empresa passa a se chamar Game TV. A parceria envolve o Canal 21, do grupo da TV Bandeirantes. O Canal 21 também muda o nome para PlayTV. A empresa de Fábio Luiz Lula da Silva vai coordenar seis horas de programação. O plano é dobrar para 12 horas em um ano e, em dois anos, chegar a 24 horas por dia de programação. A Gamecorp exibirá programas sobre games, videoclipes e atrações para o público infantil. O contrato tem duração prevista de dez anos. Não são fornecidas informações sobre o faturamento que se espera da parceria com a emissora da TV Bandeirantes. Em 2005, o faturamento da Gamecorp foi estimado em R$ 7 milhões.

A juíza Adriana Sashida Garcia, da 1ª Vara de Precatórios do Foro Central de São Paulo, determina o bloqueio de dinheiro depositado em contas e aplicações do PT, do ex-presidente do partido, José Genoino, e do ex-tesoureiro, Delúbio Soares. O motivo é a dívida de R$ 3,3 milhões do PT junto ao BMG. O dinheiro corresponde aos valores atualizados dos R$ 2,4 milhões emprestados à legenda pelo banco.

O Banco Central conseguiu rastrear pouco mais de R$ 158 mil. Em duas contas bancárias de Delúbio, R$ 122.526,37. Em nove do PT, apenas R$ 25.617,51. E em duas de Genoino, R$ 10.279,66. Advogados de Genoino conseguiram desbloquear o dinheiro.

anterior | próxima | início